Tutano De Tucano
A Carta

Eram oito horas da manhã quando Thiago recebeu aquele envelope por debaixo da porta do seu quarto. Gritou:

-Mãe, Foi Você que colocou essa carta aqui?

- Não, querido, Porquê?

Com um certo ar de curiosidade, sentou na sua cama e começou a ler com atenção:

"Querido Thiago…

Como expressar em palavras a emoção que senti quando te olhei a primeira vez. Acho que foi amor à primeira vista. Você lembra quando nós trocamos à primeira palavra, o primeiro beijo, nosso primeiro aniversário de namoro. O amor que me consumiu por completo, que cegou que levou ao céu e ao inferno. Infelizmente com o tempo você foi se tornando agressivo, gritava comigo por qualquer coisa, não me levava mais para passear nos parques.

Lembro-me com tristeza da primeira vez que fizemos amor, pra mim era um momento tão mágico, carinhoso, mas para você foi como se estivesse descontando a raiva em alguém. Não foi como eu tinha imaginado, mas, mesmo você me maltratando do jeito que fez eu não consegui tirar esse amor que sempre esteve dentro de mim. Uma lágrima escorre em meu rosto agora. Essa lágrima me fez lembrar do dia em que você me matou. Pediu para que fôssemos até aquele cemitério, que eu morria de medo de ir, mas você insistiu. Cheguei lá antes do horário marcado e disse ao zelador que precisa visitar um ente querido, ele deixou, mas fez um sermão daqueles. Fiquei naquele cruzeiro te esperando por muito tempo até que você chegou, abri um sorriso de felicidade, mas você pegou no meu braço com violência e me arrastou para aquele túmulo, lembra? Você me deu um tapa no rosto e arrancou a minha roupa, me violentou. Lembro-me que você mordeu um dos meus mamilos com tanta força que quase arrancou de meu corpo. As marcas das mordidas que você me deu por todo corpo ficaram por muito tempo. Você puxava meu cabelo até que saíssem punhados na sua mão. Quando você terminou de me violentar em cima daquele túmulo, acendeu um cigarro e como eu não tinha forças pra levantar você foi me queimando nas solas dos pés. Eu chorava muito, mas não tinha forças para reagir. Depois disso você tirou um canivete do seu bolso e perfurou o meu corpo até me deixar sem vida .Minha alma não sentia mais dor,já estava fora do meu corpo no segundo golpe que você me deu no peito. Vi quando você enfiou o canivete na minha garganta e foi rasgando a minha pele.

Como eu fiquei triste em me ver daquele jeito, eu gritava,chorava, pedia para voce parar mas você não me escutava, eu clamava para me deixar viver,mas como? Eu já estava morta. E assim você saiu e me deixou ali até que o zelador me achasse e tomasse as devidas providências.Caminhando pelo cemitério,encontrei um homem com uma grande capa preta e chapéu vermelho de abas largas que dizia ser o diabo e que se eu quisesse ele poderia dar o troco por mim, mas exigiria algo em troca. Eu estava com muito ódio pelo que você tinha feito então dei a minha alma a ele. Ele disse pra eu aguardar que você ia ter o que merecia…

Então, hoje dei um jeito de te avisar de que muito em breve estaremos juntos novamente.Tenho certeza de que você me pedirá perdão,e eu já te perdoei amor. Thiago,eu te amo nunca se esqueça disso,e espero que você me perdoe também,pois só fiz o que meu coração mandou e afinal você merece.

Até breve, Camila.”

- Quem pode ter feito uma brincadeira imbecil dessas? Será que o foi o zelador? – pensou ele furioso, afinal ninguém sabia daquilo,era um segredo só seu. De repente ele escutou um barulho de vidro sendo quebrado e a sua mãe reclamando.

- Que foi mãe?

- Eu derrubei aquele vaso de vidro indiano que seu avo me deu,droga,tem cacos pra todos os lados.Só sobrou a base. Acho que dá pra colar.

Thiago jogou a carta em cima da cama e abriu a porta do quarto,caminhou por cima do tapete olhando para o andar de baixo onde sua mãe recolhia os cacos do vaso.Sentiu que ao chegar na ponta da escada o tapete se ergueu. Ele olhou pra trás e pode ver o próprio Capeta segurando na ponta do tapete, dando uma piscadinha e puxando o tapete fazendo Thiago cair e rolar escada abaixo. Thiago rolou escada abaixo e quando chegou no ultimo degrau caiu em cima da base do vaso de vidro indiano que estava cheio de pontas fazendo ficar cravado em seu peito.

Nada mais se escutava, somente gritos e lamentos de uma mãe que suplicava para seu filho voltar não sabendo o passado horrível que ele tinha deixado pra trás.

  1. idareyou2benow reblogged this from rodrigocr
  2. torredoterror reblogged this from rodrigocr
  3. aperta-play reblogged this from rodrigocr
  4. i-irresistivel reblogged this from rodrigocr
  5. presentiada reblogged this from rodrigocr
  6. eu-quero-paz-e-mais reblogged this from rodrigocr
  7. iam-going-to-hell reblogged this from rodrigocr and added:
    Eram oito horas da manhã quando Thiago recebeu aquele envelope por debaixo da porta do seu quarto. Gritou: -Mãe, Foi...
  8. cherrycity reblogged this from rodrigocr
  9. gone-to-hell reblogged this from rodrigocr
  10. dead-darkness reblogged this from rodrigocr
  11. luansampaio reblogged this from rodrigocr
  12. rodrigocr posted this